Pesquisar

segunda-feira, 19 de março de 2012

121 - A Capela do Senhor d'Além, Vila Nova de Gaia

Escreveu-me uma estudante de arquitectura sobre uma visita que fez e partilhou à Capela do Senhor d'Além, ofertando umas fotos dum sítio que deveria estar preservado. Até porque agora passa bem próximo a nova via pedonal que vem desde a saída da Ponte Luíz I (Rua do Cabo Simão) até ao Areiinho.

Esta uma imagem com quási três anos que fiz quando ainda não existia a tal via.

Mas leia-se o que me escreveu a amiga:

Foi com interesse que li no seu blogue sobre a referida capela. Sou estudante de arquitectura e no ano passado foi-nos dado um trabalho de projecto a realizar em toda a área da escarpa da Serra do Pilar. Inicialmente é feita uma pesquisa da área e um levantamento de todas as tipologias e edifícios de interesse arquitectónico e patrimonial e assim, tanto a capela do Senhor d’Além e o antigo convento carmelita foram assuntos bem discutidos nas aulas, de como estes “pedaços vivos de história” são deixados ao abandono quando na realidade deveriam ser revitalizados e integrados em circuitos turísticos e culturais, sendo sempre uma mais valia para a identidade e história da própria cidade...enfim, o resultado de anos de indiferença está á vista.
Procurei informação na net e em livros dias a fio, mas as fontes eram sempre semelhantes e pouco ou nada acrescentavam. Tinha imensa curiosidade em ver a tão falada talha dourada, os acessos á torre sineira, as dependências complementares e o real estado de abandono em que a capela se encontrava. Procurei fotos do seu interior e não encontrei nada para grande desconsolo meu. Passei por lá várias vezes e espreitava sempre á fechadura, era mais forte que eu.
Até que um dia, enchi-me de coragem com um colega de faculdade e saltamos por uma porta lateral, percorremos pela traseira da igreja até encontramos uma janela aberta.
Era estreita e alta, comunicava para uma sala que era de apoio á sacristia. Por cima desta sala, em péssimo estado, estava um piso de habitação com cozinha e dormitório, tudo velho e a abandonado, claro, devia ser onde pernoitava o sacristão ou sacerdote.
Esta era a tal dependência anexa ao lado direito da capela que comunicava directamente com a torre e com o interior da própria capela. 

O convento dos Carmelitas é o edifício em ruínas mesmo em frente á capela. O da segunda foto que mostrou é uma fábrica abandonada (ver meu blogue, poste 36)

Entramos e com cuidado fotografamos tudo o que conseguimos, tudo mesmo. Saímos de lá sempre rápido pois sabíamos que era errado estar ali e não fosse aparecer algum delinquente ou assim.

Fotos que consegui tirar depois de subir ao cimo da torre , tal como a talha dourada, da qual não se encontram fotos em lado nenhum... Bem, a meu ver são fotos tristes porque mostram um abandono e a falta de respeito pelo património arquitectónico, mas por outro lado são úteis na medida em que nos forçam a imaginar o “como era” ou o “como teria sido”, ou então tanto que seja só pelo curiosidade de ver o que trancam ali.




(um aparte meu: esta inscrição é curiosa pois a data não aparece nos escritos referentes à Capela actual nem à primitiva. Quererá referir-se a outra coisa ?)


Junto á fabrica ainda nos foi possível entrar nas pequenas habitações mesmo ao lado que pertenciam aos operários. Os objectos pessoais bem como outros bens eram variados.

... outras fotos da fábrica abandonada á beira rio na mesma rua da capela. É fácil identificá-la por quem passa do lado do Porto por ter uma espécie de "seta" na fachada, como mostra uma das fotos. O estado de conservação é semelhante senão pior, além de ter muitos lixos abandonados...


 ...fico sempre com aquela impressão de que saíram todos á pressa e deixaram tudo para trás.
Porque não vá o diabo tecê-las e de acordo com a nossa autora, a sua identidade ficará registada apenas como Palmela S. A quem desejo as maiores venturas para a sua futura vida profissional. E não só, claro.

Pormenor da escarpa da Serra do Pilar e a Capela

Uma nota minha: ... junto à capela do Senhor de Além – 5-3-1739 – cinco frades carmelitas calçados, fundaram um hospício que funcionou até 1832.
O edifício do hospício, depois de 1834, foi vendido e nele chegou a funcionar uma fábrica de louça.
Presentemente todo o edifício está em ruínas.
A actual capela, que mantém o culto, foi edificada, no lugar da antiga, em 1877.

Tem benfeitores muito fervorosos. (onde estão eles ?)
Este texto retirei-o http://www.lendarium.org/narrative/lenda-da-imagem-do-senhor-jesus/ tendo como fonte de origem Carlos Valle in Revista de Etnografia 26, Tradições Populares de Vila Nova de Gaia - Narrações Lendárias Porto, Junta Distrital do Porto, 1969 , p.426-428

16 comentários:

  1. Olá carissimo JORGE. Com este registo vieste reavivar-me aqueles tempos em que, quando fazia parte do grupo coral da Ala do Infante e Condestável, no tempo do pároco Querubim, íamos muito regularmente cantar ao Senhor d' Além. Era um passeio esplenderoso. Bons velhos tempos.Abraço.
    A. Vilaça

    ResponderEliminar
  2. Sr. Jorge Teixeira.

    Agradeço o seu reparo, na verdade não é justo deixar cair uma Capela Secular, e num local de tanta visibilidade, como presidente da Junta

    tudo temos feito para não deixar cair a capela no abandono que já está, já retiramos os Sinos que já estavam a ser procurados pelos

    amigos do alheio, retiramos de lá os quatro sem Abrigo que lá se encontravam e colocamos em pensões no porto, enviamos a chave à

    pessoa que é proprietária da Capela que é o Senhor Padre do Candal agora quero que saibam que tudo temos feito para que o

    episcopado proprietário das Igrejas Cristãs zelem pelo seu património, mas segundo informações já existe dinheiro comunitário para as Obras.
    Sinceros Cumprimentos J. Leite

    (Junta de Freguesia de Santa Marinha)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Senhor Presidente.
      Obrigado pelo seu comentário-resposta.
      Mas eu fui apenas um meio correspondendo ao alerta dos estudantes universítários. Mas o importante é a recuperação do edifício e do espaço.
      Por outro lado e isto já é a parte pessoal, fico feliz e agradecido porque é raro uma entidade autárquica, religiosa, industrial, comercial, etc. de entre tantas com quem contactei, me responda a dúvidas ou pedidos e muito menos comente sobre algo que publico.
      Mais um vez, o meu reconhecido obrigado.
      Melhores cumprimentos do
      Jorge Teixeira

      Eliminar
  3. Jorge, se você se lembrar, em algumas de nossas conversas, comentei que você ,ainda seria reconhecido, como Relações Publicas em Assuntos Turísticos , de sua linda cidade. Apesar de eu morar a pelo menos 8 mil km de distância, realizo passeios inesquecíveis , através de sua objetiva.Não me surpreendo nada , com a resposta desse Ilmo Sr.É o mínimo que poderia fazer.Afinal você é um grande colaborador na divulgação de sua Porto, tão querida.
    Parabéns por mais esse roteiro.
    Espero por outro , como sempre.
    Da amiga
    Glorinha

    ResponderEliminar
  4. eu sou descendente da família que fundou a fábrica de louças do Senhor de Álém. Tenho conhecimento de certas histórias relaccionadas com a fábrica , a sua produção artística (Cerãmica) e também uma versão curiosa do aparecimento do crucifixo que lá existiu. Gostaria de me corresponder com o senhor para falar um pouco a título de curiosidade e quem sabe dar alguma informação proveitosa sobre o passado deste património tão abandonado mas também tão romântico da cidade de Gaia. Com os melhores cumprimentos, Gisela Vieira de Castro

    ResponderEliminar
  5. Como se chamam os dois senhores que aparecem retratados nas fotografias em cima?com os melhores cumprimentos Gisela Vieira de Castro

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde,
    Fiz como tema de Final do Curso de Arquitetura, um projeto de reabilitação da Ruína da Antiga Fábrica de Louças do Sr. Além.
    Já la vão 3 anos, mas na altura reuni uma série de documentos, uma pesquisa relativamente aprofundada sobre o edifício ao lado da Capela.
    Podem ver o resultado gráfico em:
    http://marcosabreu.com/projetos/tese-final-do-curso-pt/
    Cumprimentos,
    Marcos Teixeira de Abreu

    ResponderEliminar
  7. Espero, caro amigo Marcos, que a sua proposta tenha pelo menos a consideração de ser vista.
    Entretanto e segundo a Junta de Freguesia de Santa Marinha me informou, estavam (?) projectadas obras para a Capela.
    Porque não aproveitar as duas em um ?

    ResponderEliminar
  8. Achava interessante reunir a informação, para um artigo ou publicação, pois a história dos 2 edifícios andam lado a lado...
    Lanço a ideia...

    ResponderEliminar
  9. Um artigo de investigação intitulado: A multissecular capela do Senhor de Além - Um percurso atribulado, vai ser publicado, no mês de Dezembro, no Boletim da Associação Cultural "Amigos de Gaia".

    ResponderEliminar
  10. Olá,
    Meu nome é Dan e eu sou um estudante de arquitetura da Universidade de Dundee, na Escócia. Visitei recentemente Vila Nova De Gaia e adorei muito.
    Eu estou tentando descobrir o máximo de informações possível sobre o edifício em ruínas ea Capela do Senhor d'Além oposto ao longo da Rua Cabo Simão. Eu ficaria muito grato se você, ou alguém poderia me ajudar.
    Estou à procura de informações, tais como:
    História, Fotografias (atual e de edifício original), desenhos (arte ou desenhos arquitetônicos), ou qualquer outra informação geral.
    (Eu olhei Nova de Gaia site municipal da Vila e parece que as ruínas eram de um hospício e depois uma fábrica de algum tipo. Acho que este é um muito inspirador, belo lugar.)
    Se você não tem todos os recursos que você poderia por favor sugerir onde mais eu deveria olhar.
    Eu appologise para o meu terrível português escrito.

    Muito obrigado.
    Seja bem,

    Dan

    ResponderEliminar
  11. Sobre a A Capela do Senhor d'Além, lí isto hoje.
    https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=613509998685303&id=100000789258112

    ResponderEliminar
  12. Algumas fotos antigas das ruínas
    http://www.portopatrimoniomundial.com/uploads/7/5/5/5/7555524/4752357_orig.jpg

    http://www.portopatrimoniomundial.com/uploads/7/5/5/5/7555524/5520874_orig.jpg

    ResponderEliminar
  13. Mais uma vez me cruzo com o seu blog, na busca de uma história, Depois segui um dos links acima e ... https://www.youtube.com/watch?v=kd9VZhUClbo#t=369. Afinal vai havendo quem pense na capelinha do Senhor do Além, mas ainda não se encontrou quem faça algo por ela. Já lá tenho ido várias vezes, pois moro por ali perto e gostei (ou talvez não) de ver alguma fotos do que que resta do seu interior. Essa tem sido também uma curiosidade minha. Em tempos vi um sino encostado à parede norte da Junta de Freguesia e pensava que pudesse ser da Capela. Esta semana vou tentar espreitar a ver se ainda lá está...

    ResponderEliminar
  14. Mais uma vez me cruzo com o seu blog, na busca de uma história, Depois segui um dos links acima e ... https://www.youtube.com/watch?v=kd9VZhUClbo#t=369. Afinal vai havendo quem pense na capelinha do Senhor do Além, mas ainda não se encontrou quem faça algo por ela. Já lá tenho ido várias vezes, pois moro por ali perto e gostei (ou talvez não) de ver alguma fotos do que que resta do seu interior. Essa tem sido também uma curiosidade minha. Em tempos vi um sino encostado à parede norte da Junta de Freguesia e pensava que pudesse ser da Capela. Esta semana vou tentar espreitar a ver se ainda lá está...

    ResponderEliminar